Cidadeverde.com

Com Trump, corte dos juros no Brasil deve ser menor

A expectativa de queda dos juros ficou prejudicada após a vitória de Donald Trump na eleição dos Estados Unidos. Os economistas passaram a estimar uma queda menor dos juros, segundo dados divulgados pelo novo Boletim Focus, do Banco Central. Já o dólar deve ficar mais valorizado frente ao real. Veja mais detalhes:


Para 2016:
Inflação pela IPCA: recuou de 6,88% para 6,84% (acima do teto de 6,5%).
PIB: contração de 3,37% (a anterior era de 3,31%).
Taxa de juros (Selic): subiu de 13,50% para 13,75% até o final do ano. 
Câmbio: dólar subiu de R$ 3,20 para R$ 3,22.
Balança comercial: recuou de US$ 47,7 bilhões de resultado positivo para US$ 47,6 bilhões.
Entrada de investimentos estrangeiros: inalterada em US$ 65 bilhões.

Para 2017:
Inflação pela IPCA: caiu de 4,94% para 4,93% (abaixo do teto, mas acima da meta, de 4,5%).
PIB: alta de 1,13% (a anterior era de 1,20%).
Taxa de juros (Selic): estável em 10,75% ao ano.
Câmbio: dólar subiu de R$ 3,39 para R$ 3,40.
Balança comercial: subiu de US$ 44,5 bilhões para US$ 45 bilhões.
Entrada de investimentos estrangeiros: subiu de US$ 68,5 bilhões US$ 70 bilhões.