Cidadeverde.com

Procon alerta sobre reajuste abusivo das escolas em Teresina

No final do ano, os pais começam a refazer as contas para planejar o pagamento da mensalidade escolar dos filhos, contando com o reajuste anual. O aumento médio das mensalidades escolares deve ficar entre 8% e 12%, mas há escolas em Teresina que estão reajustando os valores em até 40%, segundo o fiscal do Procon, Arimateia Arêa Leão. O fiscal alerta os pais sobre a necessidade de cobrar a planilha de custos da escola, para comprovar os motivos do reajuste. Esse material tem que ser disponibilizado aos pais em até 45 dias antes da data da matrícula. 

"Há muitos pais reclamando aqui em Teresina porque várias escolas estão aumentando acima do percentual regular. Há instituições reajustando os valores de 30% a 40%. Orientamos os pais a procurarem sempre o Procon, se sentirem que estão sendo lesados", disse o fiscal. Arimateia acrescenta que os pais devem analisar detalhadamente as informações prestadas na planilha. "Há itens, como reforma da escola, que não podem ser incluídos nos motivos para aumento da mensalidade. Os reajustes têm que ser justificados apenas pelo custo pedagógico", completa. 

Acima da inflação

Este é o segundo ano consecutivo em que os aumentos ficam acima da inflação – o acumulado dos últimos 12 meses chegou a 7,87% em outubro, segundo o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). No ano passado, o reajuste médio nas mensalidades foi de 12%, quando a inflação do ano fechou em 10,67%.

Descontos

Os pais devem ficar atentos também há possibilidade de descontos. Boa parte das escolas oferecem uma atrativa redução de valores, caso a matrícula seja feita antecipadamente. Em Teresina, há até instituições que congelaram os preços para quem fechar contrato até o início de dezembro.