Cidadeverde.com

3 milhões de brasileiros procuram, mas não conseguem emprego

A taxa de desemprego, medida pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do IBGE, ficou em 11,8% no trimestre encerrado em outubro deste ano. A taxa é superior aos 11,6% do trimestre que terminou em julho deste ano e aos 8,9% do trimestre fechado em outubro de 2015. A população desocupada ficou em 12 milhões de pessoas, praticamente o mesmo número do trimestre que acabou em julho de 2016. O contingente de desocupados é, no entanto, 32,7% maior do que em outubro do ano passado, o que significa que há mais 3 milhões de pessoas procurando emprego sem sucesso.

O contingente de pessoas ocupadas é de 89,9 milhões de brasileiros, 0,7% a menos (604 mil pessoas) do que em julho do ano passado e 2,6% a menos (1,3 milhão de pessoas) do que em outubro do ano passado. O rendimento médio real habitualmente recebido em todos os trabalhos (R$ 2.025) cresceu 0,9% frente ao trimestre de maio a julho de 2016 (R$ 2.006) e caiu 1,3% em relação ao mesmo trimestre do ano passado (R$ 2.052).