Cidadeverde.com

Menos de 70% da renda das famílias no Piauí vêm do trabalho

v

No Piauí, 23,6% dos rendimentos das famílias vêm de aposentadorias e pensões. O percentual é exatamente igual à média da região Nordeste. No país, a média dos rendimentos referentes ao benefício é de 19,8% por arranjo domiciliar. A informação consta na Síntese de Indicadores Sociais, realizado a partir dos dados da PNAD, do IBGE. 

No ranking do país, o Piauí é o sexto Estado com maior percentual de renda referente a aposentadorias e pensões. Os Estados com percentuais maiores são: Ceará (24,1%), Rio Grande do Sul (24,2%), Sergipe (24,4%), Pernambuco (25,2%) e Alagoas (26,4%).

O levantamento aponta que nas famílias piauienses que têm renda per capita de até 1/4 do salário mínimo (R$ 220 por pessoa), esse percentual cai para 5,4% e com renda de 1/4 para 1/2 do salário mínimo (de R$ 220 a R$ 440), 18% do valor da renda vêm de pensões e aposentadorias.

No geral, 68,8% dos rendimentos dos piauienses vem do trabalho e 7,5% de outras fontes. No filtro das famílias piauienses que têm renda per capita de até 1/4 do SM, 57,1% do rendimento vem do trabalho e 37,5% de outras fontes. Já quem tem renda per capita de 1/4 para 1/2 SM, 67,4% da renda é proveniente do trabalho e 14,5% de outras atividades.

No Brasil, 75,5% dos rendimentos das famílias vêm do trabalho e 4,8% de outras fontes. Apenas nos Estados do Maranhão (67,9%) e de Alagoas (64%), o percentual da renda referente ao trabalho é menor que no Piauí.