Cidadeverde.com

Mercado de trabalho só deve se recuperar plenamente em 2020

Mais de 2 milhões de brasileiros perderam o emprego em 2016 e a população que não trabalha chegou a 12 milhões de pessoas - uma situação que será difícil de consertar no ano que se inicia semana que vem. 

Segundo projeções das consultorias Tendências e GO Associados, com base nas estimativas do PIB, somente a partir de 2020 ou 2021 o Brasil deverá recuperar o nível de estoque de empregos formais que tinha no final de 2014, quando o país vivia uma situação considerada de quase pleno emprego.

Os analistas de mercado explicam que antes de começar a cair, o número de desempregados deve aumentar ainda mais. Portanto, o ano de 2017 deve ser mais de estabilização do que de recuperação - com uma geração de empregos que não deve ser suficiente para derrubar a taxa de desemprego.