Cidadeverde.com

Licitação: Empresa terá que investir R$ 386 milhões na Ceapi


A licitação para administrar a Central de Abastecimento do Piauí (Ceapi) deverá ser aberta até o dia 7 de fevereiro. A informação é da superintendente estadual de Parcerias e Concessões, Viviane Moura. A última audiência pública para discutir o projeto com os permissionários ocorreu na manhã de ontem (18). Entre os principais pontos estão a reforma e a ampliação do local e a divisão dos setores de varejo e atacado.

O projeto diz que a empresa que vencer o processo de licitação deverá investir R$ 86 milhões na reforma e duplicação dos 110 metros quadrados de área construída da Ceapi. Com isso, o espaço que já abriga 850 permissionários passará a ter lugar para mais 250. 

A empresa também terá que investir mais R$ 300 milhões ao longo de 30 anos. Em contrapartida poderá cobrar o aluguel do ponto de cada permissionário (que hoje é cerca de R$ 17 por metro quadrado), e outras taxas, como o estacionamento, que por enquanto não é cobrado. 

Os permissionários ganham em segurança e limpeza, que ficarão sob responsabilidade da empresa vencedora. O presidente da União dos Permissionários da Ceapi (UPC), Robert Eudes, considera que o projeto é válido. "Cabe ao privado administrar o que é privado. E as atividades aqui na Ceapi são privadas", justificou.