Cidadeverde.com

Contas de luz ficarão até 9% mais caras a partir de julho

Em 2017 as contas de luz sofrerão aumento entre 8% e 9%, em média. A previsão é da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), que até o ano passado previa que a alta seria menor, de 5%. O motivo do reajuste é a indenização bilionária que o governo federal deve às concessionárias de transmissão de energia. Todo o valor será pago pelos consumidores. 

Mas o martelo ainda não foi batido e o índice de aumento ainda pode mudar. O assunto está sendo discutido em audiência pública. A indenização é de R$ 65 bilhões e deve ser paga durante oito anos - ou seja, a conta de luz vai ficar mais cara até 2024, porém, o impacto no bolso do consumidor vai variar a cada ano, tendendo a ficar menor a partir de 2019. 

O aumento das contas de luz para o pagamento desses bilhões deve começar em julho deste ano, através da adição de um custo extra nos reajustes das distribuidoras. Para as distribuidoras que passarem antes pelo processo de reajuste, a Aneel deve incluir um custo estimado. Além disso, quanto mais distante dos centros geradores de energia, maior será o aumento na conta do consumidor.