Cidadeverde.com

Em crise, mais de 100 mil nordestinos cancelam o plano de saúde

Com dificuldades para pagar as contas, os brasileiros estão cortando despesas de todos os tipos. Muitos tiraram os filhos de escolas particulares ou optaram por um colégio com mensalidade mais baixa, outros decidiram cortar o plano de saúde. 

Em 2016, 1,37 milhão de brasileiros deixaram de pagar a assistência de saúde particular, segundo levantamento do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS). Foram 103,9 mil vínculos rompidos somente no Nordeste - destes, quase 40 mil foram na Bahia. A região que mais puxou a queda foi a Sudeste, com 1,1 milhão de abandonos, 80% do total do país. Em São Paulo, 630 mil beneficiários desistiram dos contratos. 

Na Região Sul, foram 95,85 mil assistidos a menos. A queda maior foi no Paraná, que perdeu 41,3 mil vínculos. No Centro-Oeste, 42,6 mil pessoas deixaram seus planos, sendo 16 mil só no Mato Grosso.