Cidadeverde.com

Piauí fecha quase 2 mil vagas de emprego em dezembro

O saldo de empregos ficou negativo no Piauí em dezembro de 2016. Foram 1.968 vagas fechadas. O número é alto, mas é menor que o registrado em dezembro de 2015, quando foram fechados 3.252 postos de trabalho. 

O pior resultado do mês passado foi na construção civil, onde foram fechadas 1.286 vagas. Em segundo lugar está a agropecuária, com saldo -655, seguida da indústria da transformação, - 165.

Apenas o comércio registrou saldo positivo, com 273 postos a mais. Os serviços da administração pública não sofreu alteração e todos os demais tiveram saldo negativo. 

Entre as cidades com mais de 30 mil habitantes, Picos foi a cidade com melhor resultado: foram 196 contratações, contra 136 demissões: saldo de 60 novos postos. Também tiveram resultado positivo Pedro II (16) e Parnaíba (6). Teresina teve o pior resultado. Foram 3.814 contratações contra 4.715 demissões, um saldo negativo de 901 empregos. 

 


Cenário nacional

No Brasil foram admitidos 869.439 trabalhadores, contra 1.331.805 deligamentos. O saldo negativo foi de 462.366 vagas. No Piauí, foram 5.204 admissões e 7.172 demissões (-1.968 empregos).

Entre as 27 unidades da federação, o Piauí é o 5º estado no ranking do menor número de demissões, perdendo apenas para o Amapá (-360), Roraima (-490), Acre (-642) e Tocantins (-1673). Todos os estados brasileiros apresentaram resultado negativo em dezembro quando comparado a novembro. 

No país, o setor que teve pior resultado foi o de serviços (-157.654). Todos os setores da atividade econômica sofreram quedas no número de empregos.