Cidadeverde.com

Prestadores de serviço da Evangelina Rosa estão há 4 meses sem salário

Prestadores de serviço da Maternidade Dona Evangelina Rosa e do Hospital Infantil denunciaram ao Cidadeverde.com que estão há pelo menos quatro meses sem receber salário. Segundo a denúncia, alguns funcionários foram contratados verbalmente em novembro e nunca chegaram a receber seus pagamentos. Os funcionários prestam serviço de técnicos de enfermagem, enfermeiros, médicos pediatras e anestesistas - todos fundamentais para o atendimento adequado dos pacientes.  

Em nota, a Maternidade Evangelina Rosa afirmou que as equipes estão trabalhando em regime de mutirão para que os servidores em regime temporário sejam pagos até este final de semana. O problema foi atribuído à mudança no Sistema Financeiro do Estado do Piauí, que é fechado em dezembro e reaberto em fevereiro. Veja a nota na íntegra:

Sobre o pagamento dos vencimentos dos servidores que trabalham em regime de contrato temporário, a diretoria da Maternidade Dona Evangelina Rosa (MDER) informa que a equipe da Maternidade está trabalhando em formato de mutirão para que os pagamentos sejam regularizados até este final de semana.  Como os recursos para pagamentos são oriundos do Tesouro Estadual, por meio do Sistema Financeiro do Estado do Piauí, que é fechado em dezembro e reaberto em fevereiro, e ainda pela mudança de Sistema, onde todos os profissionais tiveram que ser recadastrados, motivaram maior tempo para regularização dos repasses financeiros e a efetivação dos pagamentos aos terceiros.