Cidadeverde.com

Copom deve intensificar ritmo de corte dos juros

Logo depois do feriado, o Comitê de Política Monetária (Copom) já sinalizou que pode intensificar o ritmo de corte dos juros básicos da economia brasileira nos próximos meses. A medida é uma resposta à queda da inflação.

Geralmente, quando a inflação está muito alta, o Banco Central eleva a taxa básica dos juros (Selic) para segurar o consumo e provocar a queda da inflação. Agora, como o IPCA está dentro do sistema de metas (como reflexo da recessão), o movimento dos juros acontece em sentido contrário e a Selic deve chegar a 9,5% ao ano até o final deste ano. 

Na ata da reunião do Copom, foi colocado que a estimativa de inflação para este ano está em 4,2%, abaixo do centro da meta, que é de 4,5%. Resultado semelhante é esperado para 2018. A próxima reunião para definir a taxa de juros acontece em abril.