Cidadeverde.com

Resultado do PIB 2016 confirma maior recessão desde 1947


O Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, fechou 2016 com uma queda de 3,6%. Em 2015, a economia brasileira já tinha recuado 3,8%. Segundo dados divulgados hoje (7) pelo IBGE, o PIB de 2016 ficou em R$ 6,3 trilhões. Os números do PIB de 2015 e 2016 representam a maior recessão desde 1947.

O resultado é pior que as estimativas dos economistas consultados pelo Boletim Focus, cuja última previsão para o ano, de janeiro, apontava queda de 3,49% no período. No último trimestre de 2016, o PIB recuou 0,9% em relação ao trimestre anterior e caiu 2,5% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Por setor

O setor da economia que sofreu a maior queda em 2016 foi a agropecuária, com uma contração de 6,6%. Na indústria, a queda foi de 3,8%. O segmento de serviços teve um recuo de 2,7%, segundo o IBGE. 

Se analisado apenas o quarto trimestre, houve queda na indústria (-0,7%) e nos serviços (-0,8%) em relação ao terceiro trimestre do mesmo ano. Nessa base de comparação, houve crescimento de 1% na agropecuária.

Já na comparação do quarto trimestre com o mesmo período de 2015, todos os setores caíram, com destaque para o recuo de 5% na agropecuária. Indústria e serviços apresentaram retração de 2,4%.

Apostas otimistas

Para este ano, a aposta dos economistas é que a atividade econômica volte ao campo positivo, com alta de 0,49%, segundo o último Boletim Focus, divulgado na segunda-feira (6). Já a estimativa do governo é que a recuperação seja de 1% em 2017, mas já admitiu que vai revisar o número para baixo.