Cidadeverde.com

Veja o que é preciso para ajustar o cadastro e receber o FGTS inativo

A Caixa Econômica Federal informou que, em alguns casos, o beneficiário não consegue sacar o saldo do FGTS das contas inativas por inconsistências de informações em seus cadastros sociais. Diante dessa situação, o trabalhador tem que levar ao banco a certidão de nascimento ou casamento e título de eleitor, além de fazer o preenchimento de um formulário para poder fazer o saque. 

De acordo com o banco, para o pagamento das contas inativas, é imprescindível que as informações que estão nos sistemas possibilitem uma identificação segura do trabalhador e de seus vínculos empregatícios. Em caso de haver divergência relevante, faz-se necessária uma atualização cadastral prévia, anexando documentos ao processo, para a posterior liberação do saldo da conta.

O formulário que vem sendo entregue para alguns beneficiários com inconsistências cadastrais chama-se Documento de Manutenção do NIS, que é o número de identificação social (NIS), também chamado de PIS/PASEP ou NIT, e que deve estar com os dados regularizados para que o trabalhador consiga consultar e fazer o saque das contas inativas do FGTS. Além disso, a Caixa pode pedir, para a atualização do cadastro social, original e cópia do RG, CPF, certidão de nascimento ou casamento, carteira de trabalho, título de eleitor e comprovante de residência atualizado.