Cidadeverde.com

Correios precisam de 'cortes radicais' ou serão privatizados

Os Correios terão que passar por "cortes radicais" para evitar uma privatização. A afirmação é do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab. A estatal amargou prejuízos de R$ 2,1 bilhões em 2015 e R$ 2 bilhões no ano passado e o governo garante que não dará socorro financeiro à empresa. 

“O governo não tem recursos, por isso não haverá injeção de recursos nos Correios. Ou rapidamente os Correios cortam gastos - além daqueles que foram feitos, devemos continuar cortando mais - ou não há saída, senão vamos rumar para a privatização”, disse Kassab.

O ministro disse que é contra a privatização e que o problema dos Correios foi agravado com a má gestão e a corrupção em anos anteriores, mas elogiou o trabalho do atual presidente, a quem chamou de “figura inatacável”.