Cidadeverde.com

Só 35% dos brasileiros estão conseguindo poupar

Uma pesquisa do SPC Brasil e da CNDL revela que 65% dos brasileiros não têm reserva financeira. Ou seja, somente 35% das pessoas têm dinheiro para arcar com alguma emergência ou se segurar por um período sem salário, por exemplo. 

E esse número tende a diminuir. Em março, a pesquisa constatou que 76% dos consumidores não conseguiram poupar nada. Quem poupou, guardou, em média, R$ 502 – a maior parte nas classes mais favorecidas, A e B. E quando falamos das pessoas com rendas mais baixas, 80% não conseguiram poupar nada – é um percentual bem maior. 

Mas por que as pessoas não estão poupando?
O brasileiro já não tem o hábito de guardar dinheiro e essa crise que o país está vivendo potencializa essa falta da cultura de poupar. Com o desemprego, as famílias estão priorizando, logicamente, o pagamento das contas mensais e tentando manter o mesmo padrão de vida, apesar da redução na renda. 

Mas há também aqueles que compram por impulso. O SPC e a CNDL mostram ainda que quatro em cada 10 brasileiros ainda não resistem às compras por impulso – que são aquelas que não estavam nos planos, que não são exatamente necessárias para a manutenção da casa e da vida da família. E muito dessa compra impulsiva vem da facilidade do cartão de crédito.

É aí onde mora o perigo. A compra daquela roupa que estava na promoção ou a idas aos restaurantes podem parecer inofensivos, mas se tornam um grande problema se começar a desequilibrar as contas. 

Então, a primeira dica é sempre fazer a listinha do que entra de dinheiro e do que sai com as contas mensais. Coloque todas as receitas numa coluna, todas as despesas na outra e veja o que vai sobrar depois de todos os pagamentos. Não se pode esquecer, claro, de deixar uma margem para as despesas que são variáveis, como o combustível e o supermercado, por exemplo.

Depois disso, é preciso pensar bem no destino do que sobra. A sugestão mais comum é que se reserva entre 10 e 20% do que se ganha. Mas se você quer mesmo ter uma reserva financeira, tem que recolher esse dinheiro imediatamente após pagar as contas, porque se deixa para o final do mês, a tentação de gastar esse valor é muito grande. Retirando ele antes, você já vai ver que não pode contar com esse valor, já vai se planejar melhor para fazer economias. 

O consumo é importante? Lógico que é importante, mas se você consegue se organizar a ponto de poupar algum dinheiro todo mês, com certeza, mais na frente, você consegue se organizar para consumir com consciência, mantendo uma vida financeira mais saudável.