Cidadeverde.com

Caixa suspende financiamento imobiliário com recursos do FGTS

A Caixa Econômica Federal suspendeu mais uma vez os financiamentos imobiliários que utilizam recursos do FGTS para a compra da casa própria a juros mais baixos. Esta é a segunda vez neste ano que essa modalidade de financiamento para trabalhadores com carteira assinada é suspensa. O motivo é, novamente, a falta de recursos. 

Em maio, quando foi suspensa pela primeira vez, o Ministério das Cidades remanejou R$ 2,54 bilhões para a linha, e os empréstimos foram retomados. Mas esses recursos já se esgotaram. Veja o comunicado do banco:

"A Caixa Econômica Federal informa que estão suspensas as contratações de novas operações da linha de crédito Pró-Cotista – Recursos FGTS, em razão do comprometimento total do orçamento disponibilizado pelo Conselho Curador do FGTS para o exercício de 2017".

A linha de crédito
O pró-cotista é dirigido para a compra de imóveis novos ou usados de até R$ 950 mil nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e R$ 800 mil nos demais estados, incluindo o Piauí. É a linha mais barata de crédito habitacional, com exceção do Minha Casa, Minha Vida.