Cidadeverde.com

Atualização obrigatória dos servidores estaduais começa nesta quinta (22)

Foto: João Neto/Cidadeverde.com

O programa bienal de atualização cadastral dos servidores estaduais será iniciado nesta quinta-feira (22) e segue até 6 de novembro. Estão obrigados a fazer a atualização todos os 96 mil servidores estaduais, ativos, inativos ou pensionistas. 

 

A atualização cadastral vai ser realizada conforme o mês de aniversário dos servidores:
Janeiro/ Fevereiro/ Março - de 22.06 a 21.07
Abril/ Maio/ Junho - de 22.07 a 21.08
Julho/ Agosto/Setembro - De 22.08 a 21.09
Outubro/ Novembro/Dezembro - De 22.09 a 21.10
Remanescentes - De 22.10 a 06.11

 

O secretário da Administração e Previdência, Franzé Silva, explica que os servidores não precisarão sair de casa para fazer o procedimento, diferente do que aconteceu no recadastramento de 2015. "Não precisa se deslocar. Tudo é feito pela internet, através do computador ou do celular. A partir de amanhã, já estará disponível um aplicativo para isso", esclarece.

Como fazer

Quem optar por utilizar o computador, deve acessar o site www.atualizacao2017.pi.gov.br. Nesse caso, os documentos que comprovam as alterações a serem feitas deverão ser digitalizados. Quem optar pelo celular basta baixar o aplicativo "Piauí na Palma da Mão" e fotografar os documentos que comprovam as alterações. 

Contracheques suspensos

O recadastramento de 2015, segundo o secretário, serviu para o Estado identificar 7 mil servidores irregulares. Com a exclusão deles da folha de pagamento, a economia foi de R$ 21 milhões somente em 2016. "Esse trabalho de recadastramento era necessário para organizar a máquina pública. Tínhamos, há mais de 10 anos, a principal despesa do Estado (que é a folha de pagamento) sendo gerada sem base segura. Precisávamos identificar o servidor, digitalizar toda a documentação e fazer as mudanças necessárias. Não podemos deixar de ter uma atualização frequente disso. Por isso, surgiu um decreto de que o Estado agora está obrigado a fazer a atualização cadastral a cada dois anos", explicou Franzé.

A atualização cadastral vale tanto para servidores da capital como do interior. Quem não fizer o procedimento terá os contracheques suspensos, retidos, até regularizar a situação. Ficarão, portanto, sem receber salários.