Cidadeverde.com

IBGE: Construção civil emprega menos e paga salário menor

 

A Pesquisa Anual da Indústria da Construção (PAIC), divulgada nesta quarta-feira (21) pelo Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE), aponta que o número de empresas ativas no setor de construção civil aumentou entre 2014 e 2015, mas confirma que a quantidade de pessoas empregadas diminuiu nesse segmento.

Em 2015, havia 131,5 mil empresas ativas que ocuparam 2,4 milhões de pessoas, cerca de 455 mil a menos do que em 2014. Além dos postos de trabalho, a média salarial também recuou - de R$ 1.970,05 em 2014 para R$ 1.943,43. 

Os motivos apontados pelo IBGE são relativos à crise econômica:
- queda na demanda dos consumidores
- juros altos
- dificuldade de acesso ao crédito

Peso da mão-de-obra

A proporção dos gastos das empresas com pessoal se manteve quase igual, correspondendo a um terço dos custos e despesas. Em 2014, 32,8% de todas as despesas das companhias foram direcionadas ao quadro de funcionários. Em 2015, essa proporção foi para 33,3%.
Receita encolhe

Faturamento

A receita líquida de todas as companhias somou R$ 323,9 bilhões em 2015, o que representa uma queda real de 18,7%. No ano, as empresas realizaram serviços e incorporações que somaram R$ 354,4 bilhões, o que significa queda de 16,5% na comparação com 2014.

Obras contratadas

Em 2015, também diminuiu a proporção de obras contratadas pelo governo. No ano, 30,6% do valor corrente dos serviços de construção veio de obras contratadas por entidades públicas, contra 33,9% em 2014.