Cidadeverde.com

Piauí abre mais de 800 empregos e tem melhor resultado em 4 anos

O Piauí registrou saldo positivo de 836 empregos em maio de 2017, quando comparado ao mesmo período do ano passado, quando havia registrado o fechamento de 1.043 postos de trabalho. Esse resultado é o melhor para o mês desde 2013 (há quatro anos), quando o saldo foi de 2.231 novos postos. Os dados são do Caged, divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

O Estado teve, em maio de 2017, 7.517 admissões contra 6.681 demissões. Com o saldo de 836 empregos, o Piauí teve o segundo melhor resultado da região Nordeste, ficando atrás apenas da Bahia (2.966 novos postos). 

Na comparação nacional, somente seis outros Estados ficaram à frente do Piauí: Minas Gerais (22.931), São Paulo (17.226), Distrito Federal (7.444), Espírito Santo (4.117), Paraná (2.379) e Mato Grosso (1.726).

O setor que teve mais detaque no Piauí foi o de Serviços, que abriu 660 novas vagas de trabalho. A Agropecuária ficou em segundo lugar (+257), seguida da Indústria da Transformação (+74). Apenas três dos oitos setores fecharam o mês no vermelho: Comércio (-169), Serviços Industriais de Utilidade Pública (-45) e Administração Pública (-2).

No que diz respeito aos municípios, União mais uma vez apresentou o melhor resultado. Foram 325 novos empregos contra 30 demissões. No ano, o município acumula alta de 29,40%, com 752 novos postos. 

Teresina teve uma pequena variação positiva em maio: foram 4.898 admissões contra 4.574 demissões, ficando com saldo de 324 empregos. No acumulado de 2017, a capital registrou 25.074 contratações contra 26.292 dispensas, provocando um saldo negativo de 1.218 vagas.