Cidadeverde.com

Perícia cancela 180 mil auxílios-doença após 200 mil perícias


O governo cancelou 180 mil auxílios-doença após a perícia de 200 mil casos - ou seja, apenas 20 mil pessoas permaneceram com o benefício. O dado é resultado de um levantamento do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). Com isso, diz a pasta, será possível economizar R$ 2,6 bilhões por ano.

Os dados se referem às perícias feitas até 14 de julho. O foco das avaliações foram casos de pessoas que não passavam por revisão do INSS há mais de dois anos, mesmo isso sendo obrigatório: para receber os recursos, a pessoa precisa apresentar laudo médico e passar por revisão periódica.

Até a data citada, foram feitas 199,9 mil perícias e a meta é concluir o pente-fino até setembro deste ano.

Dos 180,2 mil auxílios-doença cancelados:
- 159.964 foram cortados após perícia
- 20.304 foram cancelados em razão do não agendamento ou não comparecimento do beneficiário ao exame

 

O pente-fino nos benefícios pagos pelo INSS, previsto em medida provisória, começou em 2016, mas foi suspenso porque o Congresso não aprovou a MP a tempo. O governo, então, editou uma nova MP, e a revisão foi retomada no início deste ano.