Cidadeverde.com

Prefeitura e lojistas voltam a discutir estacionamentos no Centro

A requalificação do Centro de Teresina foi, mais uma vez, pauta de reunião entre a prefeitura e a sociedade civil organizada. O encontro da última quinta-feira (17) tratou, dentre outras coisas, da problemática dos carros e estacionamentos.

Para o presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Piauí (Sindilojas-PI), Tertulino Passos, as vagas para automóveis e motocicletas são de grande importância para a passagem de pessoas pelo Centro. "A circulação dos teresinenses pelo Centro da cidade é, em grande parte, determinada pelo número de vagas ofertadas, porque as pessoas precisam ter um espaço para deixar o seu veículo em segurança enquanto passeiam pela região. Às vezes, os carros tomam conta das calçadas prejudicando também os pedestres, então eu vejo que esse debate é bastante significativo para que possamos levantar esse tipo de problemática e elencar algumas soluções no desejo único de requalificar a área central de Teresina", avaliou. 

Na última década, cerca de oito mil teresinenses deixaram de morar no centro. Para o prefeito Firmino Filho, esse processo de esvaziamento causa a perda da vida cotidiana da área, fazendo com que as ruas fiquem desertas e inseguras. 

"Nós temos que traçar estratégias para melhor utilização do espaço urbano tendo a região central como principal foco porque estamos percebendo um abandono dessa zona. Acrescido a isso, também observamos um conflito na circulação de veículos. O centro possui cinco mil vagas, enquanto a nossa frota é de 200 mil automóveis. Essa conta não fecha e temos que buscar soluções para o bem estar da comunidade. Nossos desafios são vários e, juntamente com as entidades que são as principais protagonistas do Centro, vamos nos engajar nesse processo", finalizou o prefeito Firmino.

O encontro serviu para levantar ações a serem implantadas na região central de Teresina. As ideias propostas serão expostas e avaliadas durante o Fórum de Discussão Sobre o Centr