Cidadeverde.com

Copom deve cortar novamente os juros; medida afetará a poupança

O Comitê de Política Monetária - Copom - volta a se reunir nesta semana e a expectativa é que os juros sejam reduzidos no mesmo ritmo dos anos anteriores: um ponto percentual.  Se isso acontecer, a taxa básica de juros (Selic) cai de 9,25% para 8,25% ano ano. 

A notícia tem gerado um burburinho na internet porque se a Selic chegar a 8,5% a.a., haverá uma mudança automática nos rendimentos da poupança. 

HOJE a poupança rende 0,5% ao mês, o que leva a 6,17% ao ano. 

SE MUDAR, a poupança passará a render 70% da Selic + a Taxa Referencial (para depósitos feitos a partir de maio de 2012). Por ano, ficaria 5,77% + a TR.

Por que?

Essa é uma medida de proteção aos fundos de renda fixa e títulos do governo. Se não há alteração, a poupança ganharia desses investimentos e, dessa forma, ficaria mais difícil de financiar a dívida pública. 

Ainda assim, a poupança mantém uma boa vantagem: a isenção do Imposto de Renda. Em vários fundos, o rendimento é maior, mas há incidência do IR.