Cidadeverde.com

Cooperativas faturam mais de R$ 600 milhões no Piauí

Um relatório do Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras) e do Sescoop/PI (Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo no Estado do Piauí) comprovou a importância do cooperativismo, tanto para a economia, como para a transformação social do Piauí. Segundo os dados, os grupos que atuam no cooperativismo piauiense, juntos, somam um faturamento de R$ 602 milhões. 

Os dados estão baseados na realidade de 2016, mas as expectativas são positivas para 2017, mesmo diante da atual crise econômica, porque as cooperativas também têm se tornado uma opção para a recuperação de empresas em dificuldade, ajudando a manter o funcionamento e preservando empregos. 

No total, as cooperativas do Piauí reúnem mais de 10 mil associados que atuam em diversos ramos como saúde, educação, transporte, empreendimentos financeiros, agronegócio e artesanato. Além disso, conseguem empregar mais de 13 mil funcionários

Para o presidente do Sescoop Piauí, Leonardo Eulálio, um dos impulsos importantes que o ramo recebeu diz respeito a Lei do Cooperativismo. Uma das alterações da lei diz respeito exatamente a redução do número necessário de pessoas para a formação de uma cooperativa, que antes era de no mínimo 20 sócios, hoje é de 7.