Cidadeverde.com

Copom não descarta nova queda de juros em 2018

O Comitê de Política Monetária do Banco Central divulgou nesta terça-feira (31) a ata de sua última reunião, quando os juros recuaram de 8,25% para 7,5%.

No documento constam as justificativas para o corte e as condições para a Selic continuar em queda. Em resumo, os especialistas afirmam que, caso a conjuntura evolua conforme o cenário básico esperado, será adequada uma "redução moderada na magnitude de flexibilização". Em outras palavras, se o cenário for - ou continuar - favorável, os juros devem continuar caindo, mas em ritmo menor.

Os analistas projetam que haverá uma redução de 0,5 ponto percentual na taxa Selic, para 7% ao ano.

Mas por tudo isso já era esperado. A novidade mesmo é que o mercado não descartou continuar baixando os juros para um patamar abaixo dos 7% em 2018. Antes dessa reunião, o Copom havia sinalizado que iria frear a queda dos juros.

"Houve consenso em manter liberdade de ação e adiar qualquer sinalização sobre as decisões futuras de política monetária [definição da taxa de juros para conter a inflação] de forma a incorporar novas informações sobre a evolução do cenário básico e do balanço de riscos", divulgou o Banco Central.