Cidadeverde.com

Piauí gera 1.614 empregos em outubro; maior destaque foi no Comércio

Em outubro deste ano, o saldo de empregos formais no Piauí surpreendeu positivamente. Foram 1.614 novos postos criados. Em outubro do ano passado, a realidade era completamente oposta: -1.797 empregos. Os dados foram divulgados pelo Caged, do MTE.

O setor que mais se destacou foi o Comércio, que abriu 648 vagas. O saldo também ficou positivo para os setores de Serviços (+398), Construção Civil (+342), Indústria da Transformação (+304), Serviços Industriais de Utilidade Pública (+36) e Administração Pública (+2).

Os setores que registraram mais demissões que contratações foram Extrativa Mineral (-5) e Agropecuária (-111). Este último se deve à dinâmica das safras. 

Em números gerais, o Piauí admitiu 8.071 pessoas e demitiu 6.457 em outubro. Em 2017, o saldo também é positivo. Foram 80.740 admitivos contra 75.280 demitidos, resultando na criação, portanto, de 5.460 vagas. 

No acumulado de 12 meses, o saldo fica positivo em 3.088.

Municípios
Das cidades piauienses com mais de 30 mil habitantes, a que mais se destacou na geração de empregos em outubro foi Teresina, que contratou 5.472 pessoas e demitiu 4.320, formando um saldo de +1.152 postos de trabalho.

Em segundo lugar está Parnaíba, com saldo +128, seguido de União (+126). 

Os piores resultados foram registrados em Altos (-10) e Oeiras (-6). Estes também foram os únicos resultados negativos para o mês.

Resultado nacional
O país registrou um saldo positivo de 76.599 empregos em outubro. No acumulado do ano, os postos criados somam 302.189. No acumulado de 12 meses, no entanto, o saldo continua negativo (-294.305). 

No Nordeste, o saldo ficou positivo em 37.801 empregos. Esse foi o melhor resultado entre as regiões. Em segundo lugar, vem a região Sul, com 21.444 cargos criados. O Centro-Oeste foi a única região que teve resultado negativo (-408).

Dentre os Estados do Nordeste, o Piauí (+1.617) ocupa a quinta posição, perdendo para Alagoas (+16.393), Pernambuco (+8.718), Sergipe (+5.491) e Ceará (+2.918).  

O único resultado negativo no Nordeste foi registrado na Bahia (-36).

Nacionalmente, o Piauí ocupa a 11ª posição no número de empregos criados.