Cidadeverde.com

Inflação oficial fecha 2017 em 2,95%

Apesar de a previsão do mercado estimar uma inflação de 2,79% para 2017, o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que mede a inflação oficial do país) fechou o ano em 2,95%. 

Essa é a primeira vez que o país fica abaixo do piso da meta fixada pelo governo em 3%. O sistema de metas foi implantado em 1999. No ano anterior, a inflação havia ficado em 1,65%.

A informação foi divulgada nesta quarta-feira (10), pelo IBGE. Em 2016, a inflação havia fechado em 6,29%. 

O resultado de 2017 foi maior do que o previsto, e foi puxado, principalmente, pelo aumento de preços dos planos de saúde, produtos e serviços relativos à habitação e transportes. 

Na outra ponta, o que explica a forte desaceleração da inflação é o comportamento dos preços de alimentação e bebidas, que têm o maior peso no cálculo do índice. 

Com o aumento de 30% da safra, os alimentos ficaram 1,87% mais baratos e impediram que a inflação avançasse mais.

Com a safra recorde, os preços dos alimentos consumidos em casa fecharam o ano em baixa de 4,85%, sob forte influência das frutas, cujos preços tiveram redução de 16,52%.

No mês de dezembro, o IPCA registrou inflação de 0,44%. Em novembro havia sido 0,28%.