Cidadeverde.com

PI gerou quase 2.700 empregos até novembro e fica em 10º no país

O Piauí é o 10º Estado brasileiro que mais gerou empregos de janeiro a novembro de 2017, segundo levantamento do portal Trabalho Hoje. Das 27 unidades da federação, 17 tiveram resultados positivos. O maior deles foi em São Paulo, onde o saldo entre contratos e demitidos resultou em 92.357 vagas. 

No Piauí, o saldo foi de 2.697 empregos. Com esse número, o Estado é o terceiro do Nordeste em criação de empregos no período.

O fechamento de postos ainda ocorre em três estados do Norte, seis do Nordeste e um do Sudeste, o Rio de Janeiro. A pesquisa analisou os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, que contabiliza empregos com carteira assinada.

Entre as ocupações que mais geraram emprego, a pesquisa aponta alimentadores de linhas de produção, com abertura de 96.563 vagas. Na lista das cinco primeiras posições estão ainda vendedores e demonstradores em lojas ou mercados (47.494); escriturários, agentes, assistentes e auxiliares administrativos (41.163); trabalhadores nos serviços de manutenção de edificações (39.646); e trabalhadores agrícolas na fruticultura (30.073).

Na outra ponta, as demissões atingiram principalmente trabalhadores da construção civil (-27.279); supervisores de serviços administrativos (-24.329); gerentes administrativos, financeiros e de riscos (-22.956); vigilantes e guardas de segurança (-17.972); e gerentes de marketing, comercialização e vendas (-16.141).