Cidadeverde.com

Dólar recua em dia de julgamento de Lula


Com o julgamento do ex-presidente Lula (PT), possível candidato à presidência do país, caso não seja preso, o dólar abriu em queda ante ao real. 

Às 9h19 (horário de Brasília), a moeda operava em baixa de 0,55%, cotada a R$ 3,2203 na venda. Na véspera, a moeda dos EUA avançou 0,9%, a R$ 3,2381 na venda, maior alta desde 12 de dezembro, quando subiu 0,93%. No primeiro mês do ano, o dólar ainda acumula queda de 2,3%.

Cenários possíveis

Até a decisão final do julgamento, a defesa de Lula pode impetrar vários recursos para adiar a decisão, até o dia dos registros das candidaturas, em 15 de agosto.  Segundo especialistas, os mercados financeiros já precificaram a derrota de Lula. Por outro lado, uma decisão que abra ao ex-presidente leque maior de recursos pode se converter em dólar mais caro, apostas de juros maiores e quedas na bolsa de valores.

Na hipótese de os três juízes negarem o recurso de Lula, ainda que divergindo sobre o tempo de prisão, o dólar permaneceria no patamar atual, podendo até mesmo cair a R$ 3,12 a R$ 3,15, de acordo com os economistas ouvidos pela agência Reuters. Na hipótese de um resultado diferente do esperado pelos mercados, o cenário externo mais positivo, com maior recuperação da atividade global e políticas monetárias sem surpresas, tenderia a suavizar movimentos mais bruscos no câmbio.