Cidadeverde.com

Distrito Industrial de Picos permitirá aquisição de terras a 5% do valor comercial

Empresários da cidade de Picos participaram do evento de assinatura da regularização de lotes do Distrito Industrial de Picos. A iniciativa, conduzida pela Secretaria do Desenvolvimento Econômico e Tecnológico (Sedet) busca incentivar a geração de emprego e renda para a cidade e regiões vizinhas. Além da assinatura do registro imobiliário, foi formalizada a transferência do Governo para a Sedet do título de propriedade das terras do Distrito Industrial para que a pasta possa administrar a venda dos lotes para os empreendedores já instalados e os que tenham interesse em investir no empreendimento, ao custo subsidiado de 5% do valor da área conforme Lei 6.883/2016.

De acordo com o secretário Nerinho, com a lei aprovada na Assembleia Legislativa do Piauí, a Sedet passa a administrar essas terras que serão analisadas para venda, a partir de um plano elaborado pelo empresário que tem interesse de investir e promover o progresso na região.

“Certamente com essa nova regulamentação, muitos empresários poderão ir às agências de fomento e terão mais chances de conseguir um empréstimo para investimento nos seus negócios. Entretanto, deixamos claro que somente aqueles empreendedores que preencherem uma série de requisitos e apresentarem projetos, plano de ação, terão a oportunidade de gozar das garantias concedidas pelo Estado. O investidor que não realizar alguma atividade, no prazo de dois anos, perderá o direito sobre o lote”, explicou o secretário Nerinho, da Sedet.

A expectativa de conclusão da nova etapa do Distrito Industrial de Picos é até o final de 2018. A nova estrutura possui uma área com 93 hectares que abrigará uma moderna infraestrutura, incluindo pavimentação adequada para o trânsito de veículos de grande porte, iluminação, aterro sanitário e a regularização dos lotes a preços subsidiados. “Vamos promover a economia local, proporcionando mais empregos e oportunidades de crescimento para a população. Esse investimento vai influenciar no aumento do PIB local e também melhorar a renda da população”, arrematou Nerinho.