Cidadeverde.com

Apenas 2% dos piauienses realizam trabalho voluntário, aponta IBGE

 

Foto: Portal Na Prática

No Piauí, somente 2% das pessoas com 14 anos ou mais participam de trabalho voluntário, o que é a segunda menor taxa do país. Especificamente em Teresina, o percentual é ainda mais baixo: 1,4%. 

No entanto, o número de horas destinadas ao trabalho voluntário em Teresina (7,4 horas semanais) é maior que o do estado (4,9 horas semanais).

Considera-se como trabalho voluntário aquele não compulsório, realizado por pelo menos uma hora na semana, sem nenhuma remuneração em dinheiro ou benefícios, para produzir bens ou serviços a pessoas não moradoras do domicílio e não parentes.

Entre 2016 e 2017, o percentual de pessoas que realizaram trabalho voluntário no país aumentou de 3,9% para 4,4%, chegando a 7,4, milhões de pessoas de 14 anos ou mais. 

A região Norte (5,8%) teve a maior taxa de realização dessas atividades, enquanto no Nordeste (3,2%) observou-se a menor.

No Piauí, as taxas recuaram de 2,5% em 2016 para 2% em 2017. Neste período, essas taxas não somente ficaram abaixo da média do Brasil e do Nordeste como seguiram sentido inverso, mostrando redução, enquanto a realização de trabalho voluntário aumentou em todas as grandes regiões do país.

Foto: Divulgação/Google

A atual taxa do Piauí só supera o estado de Pernambuco (1,9%). O estado com a maior taxa foi o do Pará (6,4%).

O perfil dos voluntários no país é prioritariamente de mulheres que têm uma série de atividades extras, além de trabalho e afazeres domésticos. Os que desenvolviam atividades voluntárias em 2017 eram 5,1% das mulheres e 3,5% dos homens, fato observado em todas as regiões.

Em relação à idade, a participação nessas atividades é maior entre as pessoas mais velhas: em 2017, 2,9% dos que têm 14 a 24 anos faziam trabalho voluntário; a proporção sobe para 4,6% entre os de 25 a 49 anos; e para 5,1% entre os que têm 50 anos ou mais. Nas regiões Norte e Nordeste, no entanto, a maior taxa foi a do grupo de pessoas de 25 a 49 anos de idade (6,9% e 3,6%, respectivamente).

Para analisar a intensidade do trabalho voluntário, o IBGE considera a média de horas despendidas na semana em tais atividades. Em 2017, a média foi de 6,3 horas semanais, inferior às 6,7 horas constatadas no ano anterior.