Cidadeverde.com

Aprosoja: cartórios inviabilizam acesso ao crédito no Sul do PI

Foto: Reprodução/Youtube

A Coluna Economia & Negócios publicou ontem (12) uma reclamação dos empresários piauienses quanto à falta de estrutura dos cartórios, o que gera longas horas de filas e prejudicam os negócios. Hoje (13), o setor do agronegócio também se manifestou sobre o problema.

Em e-mail enviado à coluna, o diretor executivo da Aprosoja-PI (Associação dos Produtores de Soja do Piauí), Rafael Maschio, narrou alguns dos prejuízos vividos pelos agricultores do Sul do Estado, especialmente no que diz respeito aos atrasos na entrega de certidões, o que acaba inviabilizando a tomada de crédito. 

"O agronegócio no Sul do Estado está sufocado pela incapacidade dos cartórios, vários sob intervenção, e que não dão conta sequer de emitir uma simples Certidão de Inteiro Teor, por exemplo, para que os produtores rurais tenham acesso aos custeios e investimentos necessários (crédito rural). Na hora de registrar as Cédulas é outro problema, sem contar que alguns ainda cobram taxas de protocolo indevidas. Tivemos um caso aqui, no município de Gilbués-PI, que já é a terceira certidão que o produtor solicita por erro do cartório. Detalhe: o cartório solicita 30 dias para entregar e ainda entrega com erros! Produtores perdendo prazos junto as Instituições Financeiras (operações de custeios e investimentos) e a aquisição de insumos e, consequentemente, a produção comprometidas", denuncia Maschio.

O produtor também diz que os empresários do ramo já tentaram resolver o problema, provocando o Poder Executivo, mas a situação não teve melhora. "Já levamos estes casos a conhecimento do Executivo, através da Câmara Setorial do Agronegócio, e do Judiciário Estadual, via Corregedoria, há pelo menos dois anos, mas nenhuma melhoria é sentida pela sociedade. Pelo contrário, a situação só piora! A situação chegou a um ponto de inviabilizar o acesso ao crédito rural no sul do Estado do Piauí", lamenta.