Cidadeverde.com

Piauí será 1º estado do país a reduzir população, aponta IBGE

Foto: Wilson Filho/Cidadeverde.com

O Piauí será o primeiro estado brasileiro a registrar redução da população. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quarta-feira (25), o Piauí terá queda no total da população já no ano de 2032. As projeções apontam que o país só terá redução em 2048. Em números, a população do Piauí, atualmente em 3.263.754 cairá para 3.160.429 em 2050 e chegará a 2.948.119 em 2060. Os dados apontam também que, em 26 anos, o estado terá mais idosos que crianças. 

A projeção da população para o Piauí, no período 2010 a 2060, aponta um conjunto de fatores que contribuem para esse fenômeno:

1) Taxa de fecundidade: as piauienses apresentavam em 2010 uma taxa de fecundidade de 1,80 filhos por mulher que tende a uma queda contínua ao longo do tempo atingindo a taxa de 1,69 no ano de 2060, tendo como consequência a redução de nascimentos;  

2)  Expectativa de vida: em 2010 a esperança de vida do piauiense ao nascer era de 69,9 anos e em 2060 será de 77,03 anos. Assim, com o aumento da esperança de vida do piauiense haverá um consequente crescimento do número de idosos ao longo do tempo, bem como uma elevação do número de óbitos, o qual superará o número de nascimentos. Para termos uma ideia do fenômeno do envelhecimento da população, no ano de 2044 o volume da população piauiense de 65 anos ou mais de idade será superior ao volume da população menor de 15 anos;

3) Emigração: o saldo migratório (imigração menos emigração) é negativo para o estado do Piauí em todos os anos da projeção, havendo uma perda de habitantes da ordem de 15.131 habitantes em 2010 e de 10.734 habitantes em 2060.

Por causa desses três pontos, a partir do ano de 2032 a taxa média geométrica de crescimento do Piauí passará a ser negativa. 

Depois de 2032, o próximo estado a ter média geométrica negativa será a Bahia, em 2035, seguda do Rio Grande do Sul, em 2036 e de Alagoas, em 2039. 

Oito estados brasileiros não terão volume populacional diminuído dentro do período da pesquisa: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Santa Catarina, Amapá, Roraima, Amazonas e Acre.