Cidadeverde.com

Efeito cascata de reajuste do STF aumenta as despesas em R$ 4 bilhões

R$ 4 bilhões. Esse é o impacto anual do reajuste salarial dos ministros do STF, considerando o efeito cascata nos três Poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. 

O cálculo foi feito pelos técnicos da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. Somente no Poder Executivo, o impacto seria de R$ 243,1 milhões por ano. No Judiciário, R$ 717 milhões ao ano.

Caso seja aprovado no Congresso Nacional, o salário dos ministros passará de R$ 33,7 mil para R$ 39,3 mil. O subsídio dos ministros é o valor máximo para pagamento de salários no serviço público. 

"Atualmente, 5.773 servidores têm remuneração superior ao teto de R$ 33.763 [teto constitucional] e sofrem descontos em seus contracheques com a aplicação do Artigo 42 da Lei 8.112/90 (abate-teto)", informou o Ministério do Planejamento, por meio de nota.

O reajuste do teto também vai provocar aumento nos salários de presidente da República, vice-presidente. Somando somente esses dois cargos e os ministros, a elevação do gasto na folha de pagamento seria de mais R$ 7 milhões por ano.