Cidadeverde.com

46% dos devedores não acreditam que conseguirão quitar dívida logo

Foto: ONG OAB

O Brasil não está mais em recessão, mas os efeitos da crise seguem impactando o bolso do cidadão brasileiro. Pesquisa realizada pela CNDL e pelo SPC Brasil apenas com consumidores inadimplentes mostra que 46% dos que estão com contas em atraso não acreditam que terão condições financeiras de pagar o que devem pelos próximos três meses. 

O percentual se manteve relativamente estável na comparação com 2017, quando foi de 48%. De forma contrária, 49% dos inadimplentes confiam que vão conseguir regularizar a situação, sendo que 36% planejam quitar todo o valor e 13% apenas parte dele.

Valor da dívida

O estudo mostra que o valor médio da soma de todas as pendências do brasileiro é de R$ 2.615,98, sendo ainda maior quando considerada a parcela masculina de entrevistados (R$ 2.934,34) e as pessoas das classes A e B (R$ 3.718,48). 

Entre os brasileiros com renda familiar de até cinco salários mínimos, a dívida média é de R$ 2.530,96, aponta a pesquisa. Há ainda 14% de inadimplentes que nem sabem o quanto devem.

Foto: Divulgação/internet

Principais dificuldades

- 36% alegam renda insuficiente
- 27% estão desempregados
- 15% dizem que a dívida é muito superior aos ganhos atuais
- 9% consideram que não conseguem abrir mão de gastos com os quais estão acostumados.

Estratégias de pagamento

- 37% pretendem realizar um acordo com a empresa e parcelar o débito
- 19% farão cortes nos gastos
- 18% recorrerão a bicos para gerar renda extra