Cidadeverde.com

Bancários do PI aprovam proposta de reajuste de 1,18% acima da inflação

Fotos: Ascom

Os bancários piauienses se reuniram na última quarta-feira (29) e aprovaram a proposta geral da Fenaban para Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e os acordos específicos do Banco do Brasil, Caixa e BNB. 

A proposta é válida por dois anos e garante a manutenção de todas as cláusulas da CCT. O reajuste inclui aumento real de 1,18% (diante de um INPC projetado em 3,78% para setembro) e incide sobre vales refeição (vai para R$ 35,18/dia) e alimentação (R$ 609,87/mês), auxílio-creche (R$ 468,42), a regra básica da PLR de R$ 4.711,52. 

Estão incluídos os bancários com formação superior que recebem acima de dois tetos do INSS (R$ 11.291,60), os chamados hipersuficientes – que após reforma trabalhista passariam a negociar diretamente com os patrões.

“Depois de um debate esclarecedor, a categoria aprovou essa proposta válida por dois anos, que nos dá certa tranquilidade nesse momento crítico que estamos passando. Foi uma aprovação praticamente unânime aqui no Piauí. Dentre os principais pontos positivos, destaco a manutenção de direitos e o aumento real, tanto no salário quanto na PLR. Não foi a melhor, mas foi a proposta possível dentro do contexto atual”, afirmou Arimatea Passos, presidente do Sindicato dos Bancários do Piauí.

A nova CCT será assinada na sexta-feira (31), e já no dia 20 de setembro será paga a primeira parcela da PLR e adicional.