Cidadeverde.com

Mercado financeiro prevê inflação maior para 2018 e 2019

Foto: Arquivo/Agência Brasil

A inflação deve ficar mais alta do que a prevista na semana passada para este ano e para 2019 - é o que estima o novo boletim do mercado financeiro, divulgado nesta segunda-feira (15). Considerando apenas 2018, esta foi a 5ª alta consecutiva do indicador, mas ainda assim a inflação permanece dentro da meta. Veja mais detalhes:

PIB 
- 2018: estimativa permanece em 1,34%. 
- 2019: estimativa mantida em 2,50%.
- 2020: economia deve crescer 2,50%
- 2021: economia deve crescer 2,50%

INFLAÇÃO (IPCA)
- 2018: estimativa subiu de 4,40% para 4,43% (portanto, dentro da margem de tolerância da meta, que é entre 3% e 6%).
- 2019: estimativa subiu de 4,20% para 4,21%.

(Lembrando que o sistema de metas para a inflação em 2019 é entre 2,75% e 5,75%).

JUROS
- 2018: estimativa mantida em 6,5% até ao final do ano. Atualmente, a Selic está nesse patamar.
- 2019: estimativa mantida em 8% ao ano. 

DÓLAR
- 2018: estimativa recuou de R$ 3,89 para R$ 3,81.
- 2019: estimativa caiu de R$ 3,83 para R$ 3,80.

BALANÇA COMERCIAL
- 2018: estimativa estável em US$ 55 bilhões.
- 2019: estimativa de superávit recuou de US$ 46,3 bilhões para US$ 45,5 bilhões.

INVESTIMENTOS
- 2018: estimativa cresceu de US$ 67,5 bilhões para US$ 68 bilhões.
- 2019: estimativa caiu de US$ 76 bilhões para US$ 75,65 bilhões.

O Boletim Focus é realizado semanalmente, ouvindo especialistas de mais de 100 instituições financeiras. O resultado é divulgado todas as segundas-feiras pelo Banco Central.