Cidadeverde.com

5 dicas para gastar menos com presentes de Natal

Foto: Arquivo / Revista Cidade Verde

Mais de 100 milhões de brasileiros estão dispostos a comprar presentes de natal neste ano. E a média será de R$ 116 por presente. Gastar o décimo terceiro em compras dá gás à economia e reflete diretamente na geração de emprego e renda, mas, é preciso gastar com consciência. É nessa época do ano que muitas pessoas acabam endividadas, mesmo recebendo a gratificação natalina.

É comum se perder na hora de escolher os presentes e nas promoções que o comércio oferece. Mas, existe, sim, uma forma de dar os presentes necessários e sair com aquele senso de missão cumprida, ainda com alguma quantia no bolso para, quem sabe, investir. O segredo para isso é planejamento. Veja abaixo algumas dicas para não sair da linha neste natal:

1) Faça uma lista de tudo que você precisa comprar. Anote os nomes de quem vai ganhar presente e coloque duas opções para cada um. Assim você vai sair de casa sabendo o que comprar.

2) Fique de olho nas promoções. Apesar de ser uma época de grande demanda para o comércio, algumas lojas investem nos descontos para atrair mais clientes. Talvez um desses produtos seja um bom presente para os selecionados da sua lista.

3) Não compre por impulso: Lembre-se que até para presente de natal é preciso existir um limite de gastos. Não compre no primeiro lugar apenas para ganhar tempo, verifique pelo menos três locais antes de decidir, vale dar uma olhada também no instagram das lojas antes de sair de casa. Tem loja que cobre os preços, tente negociar. 

4) Resista às tentações. Você fez a lista, então siga a lista. Não vale acrescentar itens que você não precisa comprar só porque estavam mais baratos. Antes de puxar da prateleira se pergunte se aquele produto é realmente necessário neste momento.

5) Não parcele os presentes. Você recebe um dinheiro a mais no final do ano. Se planeje dentro desse valor para não comprometer o orçamento do resto do ano. Lembre-se do que vem pela frente: o material escolar, para quem tem filho, o imposto de renda, a anuidade dos conselhos de classe e várias outras contas extras. Portanto, esse dinheiro pago nas parcelas vai fazer falta!