Cidadeverde.com

AIP: novo presidente do Brasil deve melhorar questão dos tributos

"O Piauí tem uma das melhores legislações de incentivo fiscal, mas faltam estradas, energia elétrica de qualidade, um distrito industrial e suporte para grandes empresas. Falta um porto seco" - a crítica é do presidente da Associação Industrial do Piauí (AIP), Gilberto Pedrosa. 

Em entrevista ao Acorda Piauí, da Rádio Cidade Verde, o empresário atribuiu a falta de estrutura no setor às dificuldades do governo. "Há uma certa falta de incompetência do governo em viabilizar esse porto seco. Hoje, para importar e exportar qualquer coisa tem que ser através de portos do Ceará ou do Maranhão", completa.

Gilberto comentou ainda sobre a mudança na presidência do país e os possíveis reflexos na indústria piauiense.

"Temos uma melhor perspectiva quanto à burocracia dos tributos. Existe um caos tributário, todo dia uma nova norma é lançada, o governo tentar cercar o empresário por todos os lados e cria um caos terrível", avalia.

Sobre o aumento de mais de 12% anunciado para a tarifa de energia elétrica, o presidente da AIP ponderou que, em muitos casos, o peso da energia na indústria chega a custar entre 5% e 6% do faturamento.