Cidadeverde.com

No Piauí, mulheres vivem oito anos a mais que os homens, diz IBGE

Foto: Agência Brasil / Arquivo

Uma pessoa nascida no Piauí, em 2017, tinha expectativa de viver 71 anos, 2 meses e 12 dias. Isso representa um mês e seis dias a mais do que uma pessoa nascida em 2016 no estado. Apesar de estar aumentando, a expectativa de vida no Piauí (71,2 anos) só não é menor que a do Maranhão, que é de 70,9 anos. Os dados foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No caso dos homens, a menor expectativa de vida foi encontrada no Piauí (67,1 anos), 9 anos inferior ao valor observado em Santa Catarina (76,1 anos) - estado que representa a maior expectativa para o sexo masculino. 

Os Estados do Piauí, Maranhão e Alagoas são os únicos que possuem expectativas de vida masculina na casa dos 67 anos, valores bem inferiores à média nacional, que é de 72,5 anos. 

No Piauí, as mulheres vivem oito anos e cinco meses a mais que os homens. 

Mas, vale ressaltar que a expectativa de vida dos homens em Santa Catarina (76,1 anos) é ainda superior à das mulheres dos estados de Roraima (74,6 anos), Maranhão (74,8 anos), Rondônia (75,1 anos), Piauí (75,5 anos) e Amazonas (75,8 anos). 

Dados nacionais
No Brasil, a expectativa de vida em 2017 era 76 anos. Isso representa um aumento de três meses e 11 dias a mais do que para uma pessoa nascida em 2016. A expectativa de vida dos homens aumentou de 72,2 anos em 2016 para 72,5 anos em 2017, enquanto a das mulheres foi de 79,4 para 79,6 anos.