Cidadeverde.com

Inadimplentes levam, em média, 14 meses para limpar o nome

Foto: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil

São necessários, em média, 14 meses para que o consumidor que está com o nome sujo consiga quitar os débitos para retirar o nome dos cadastros de devedores. 

A pesquisa, realizada em todas as capitais brasileiras, é da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Na hora de quitar as contas que levaram à negativação, os maiores obstáculos encontrados pelos entrevistados foram:

- obter um bom desconto no valor total da dívida (27%) 
- negociar prazos e formas de pagamentos (24%)
- não conseguir renda extra para quitar os compromissos em atraso (19%)

A pesquisa também questionou os motivos que levaram os consumidores a não honrarem os débitos e as respostas foram:

- redução da renda (42%)
- perda de controle dos gastos (38%)
- surgimento de imprevistos (36%)

A maior parte das dívidas não pagas está relacionada ao cartão de crédito (33%). Depois dela aparece o crediário (17%), seguida dos gastos com telefone fixo ou celular (16%). O não pagamento de empréstimos corresponde a 12% das dívidas que levam à restrição no CPF.

Como quitaram as dívidas

Mais de 80% dos ex-negativados buscaram algum tipo de recurso financeiro para regularizar dívidas atrasadas. As formas encontradas foram:

- cortes no orçamento (21%)
- dinheiro do 13º salário (15%)
- “bicos” para gerar renda extra (13%) 
- uso de reserva financeira, como poupança e outros investimentos (11%)