Cidadeverde.com

Piauí registra 2º saldo negativo de empregos em 2019

Foto: Arquivo Agência Brasil

O Piauí fechou mais 400 postos de trabalho em fevereiro. No mês, foram 8.056 admissões contra 8.456 desligamentos. No acumulado do ano (somando janeiro e fevereiro), já são 2.302 empregos a menos, pois no mês passado, o saldo havia ficado negativo em 1.900 empregos.

Apesar das baixas, o saldo contabilizado em 12 meses (de março do ano passado a fevereiro desse ano) permanece positivo em 3.347 postos de trabalho.

Os dados foram divulgados na tarde desta segunda-feira (25), pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Ministério da Economia. 

A região Nordeste foi a única que apresentou saldo negativo de empregos para o mês de fevereiro (-12.441). O Piauí, apesar de ter fechado 400 postos, teve o 4º melhor resultado da região, ficando atrás apenas da Bahia (+5.706), do Ceará (+1.865) e da Paraíba (+432).

O melhor resultado entre as regiões foi para o Sudeste (+101.649).

O resultado do Piauí em fevereiro (-400) é o pior para o Estado desde 2016, quando foram fechados 3.475 postos. 

Entre os setores, foram fechados mais empregos em Serviços Industriais de Utilidade Pública (-374), Indústria da Transformação (-298) e Serviços (-83). Administração pública teve apenas uma leve queda, de dois empregos.

Na outra ponta, a construção civil apresentou saldo positivo de 235 postos, a agropecuária 105, a extrativa mineral 12 e o comércio 5.

Teresina 

A capital piauiense registrou 5.152 contratações contra 6.012 demissões, fechando o mês com 860 empregos a menos, o que representa o pior resultado do estado. A segunda cidade com pior resultado foi União (-303).