Cidadeverde.com

Tendência mundial, internet por fibra óptica avança em Teresina e em Timon

Foto: Pixabay / reprodução gratuita

As conexões via fibra óptica (transmitidas pela luz) devem ultrapassar as 200 mil residências em Teresina e Timon até o final deste ano. A projeção positiva deve tirar o Piauí da lanterna do último ranking divulgado pela Anatel, há um ano, que apontou o estado como o mais “mal servido” pela tecnologia, com menos de 20%.  Pela pesquisa, os estados com maior densidade de fibra são o Acre, Ceará, São Paulo e Rio de Janeiro. 

Essa tendência de crescimento é observada em todo o Brasil. Cálculos divulgados nesta semana pela consultoria Teleco mostram que a tecnologia de fibra ótica deve se tornar a mais popular do país já em 2020 para banda larga fixa, ultrapassando os acessos xDSL e via cabo. Em 2016 a fibra ótica (FFTx) possuía 6,5% de participação de mercado e em 2018 18,5%, o que equivalia a 31,5 milhões de assinantes de banda larga. Pela nova projeção, os números devem ultrapassar os 30% em 2020.

Um dado curioso é que, embora as grandes empresas de comunicação estejam investindo cada vez mais em fibra óptica, os verdadeiros responsáveis pela disseminação da tecnologia no Brasil, inclusive em Teresina, são os provedores regionais. Em 2018, essas operadoras locais foram responsáveis por 57% dos acessos via fibra. O especialista e empresário do ramo da tecnologia, Miguel Oliveira, destaca como o avanço da fibra óptica é importante para o crescimento socioeconômico de Teresina. “ A internet é capaz de mudar a realidade de uma região, pois vários negócios podem ser viabilizados e é importante ter uma internet de qualidade” destaca. 

Atualmente, a fibra óptica é a solução mais rápida e segura que existe no mercado de transmissão de dados - considerada uma ótima opção para a substituição dos fios de cobre .