Cidadeverde.com

André Baía: estabilidade do serviço público pode acabar sem reforma

Foto:Arquivo/CidadeVerde.com

O empresário André Baía, do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), declarou que a Reforma da Previdência é uma causa urgente e que, se não for aprovada, a estabilidade do serviço público fica ameaçada.  

"Desde o governo JK, o déficit fiscal está incontrolável e só vai piorar. Os estudos mostram que vamos chegar aos 100 anos e que estamos tendo uma média de 1,8 filho. Ou seja, muita gente vai se aposentar, mas pouca gente vai trabalhar. Precisamos equilibrar esses dados", disse o empresário, durante a Convenção Lojista 2019.

"Se não for aprovada, todos vamos perder. Ninguém vai receber salário em dia. É uma realidade que já está acontecendo em alguns estados. Vai chegar aqui se nada mudar, vai acabar a estabilidade porque não vai ter dinheiro pra pagar. Precisamos entrar nessa luta para aprovar a reforma", argumenta.

Baía acredita que após a reforma da Previdência, o governo colocará em prática a reforma tributária, para organizar as contas públicas e atrair mais investimentos. "Não podemos continuar com essa visão de curto prazo. Acredito que o Brasil pode crescer, ter um desenvolvimento absurdo e ser totalmente diferente daqui a 30 anos. Precisamos pensar em longo prazo", frisa.