Cidadeverde.com

Brasileiros pagam, em média, R$ 110 de juros por usar cheque especial

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

Pesquisa do aplicativo Guia Bolso traz um alerta para os brasileiros que, com frequência, caem no cheque especial para pagar as contas do mês. O levantamento, feito com 355 mil pessoas revelou que, em março, esses brasileiros pagaram, em média, R$ 110,57 apenas de juros dessa modalidade.

Como os juros do cheque especial giram em torno de 12% ao mês, isso significa que as pessoas usaram cerca de R$ 1.000 além do limite do valor que constava na conta. Ainda segundo a pesquisa, essa média de juros está aumentando. De janeiro para março a alta foi de R$ 9.

Outro dado preocupante é que 1 a cada 4 pessoas entrou no cheque especial no mês de março. O aplicativo diz ainda que a última vez que a média de juros ficou abaixo dos três dígitos, ou seja, abaixo de R$ 100 foi em novembro do ano passado.

No caso do rotativo do cartão de crédito, que é quando o consumidor não paga o total da fatura, o valor pago de juros foi, em média R$ 82,46. É uma quantia menor que a média do cheque especial, mas o aumento de janeiro para cá foi maior, de R$ 11 e quase 9% dos consumidores que possuem cartão de crédito entram no rotativo.

As modalidades do cheque especial e do rotativo do cartão de crédito são as mais caras do mercado, mas geralmente são as primeiras a serem usadas quando o dinheiro não dá até o final do mês, por não exigirem qualquer burocracia. Mas é importante ficar de olho: uma dívida de mil reais, em seis meses, dobra de valor no cheque especial, chegando a R$ 2 mil.

Especialistas em finanças recomendam buscar formas alternativas de crédito, com juros mais baixos.