Cidadeverde.com

Três agências dos Correios de Teresina serão fechadas até julho

Foto: Elza Fiúza / Agência Brasil

O site oficial dos Correios divulgou nesta semana que fechará 161 agências em todo o país, com a justificativa de dar sequência ao "processo de readequação da rede de atendimento". Três agências de Teresina estão nessa lista (clique aqui para ver).

As unidades serão fechadas até dia 5 de julho deste ano, e, segundo a empresa, o atendimento será absorvido por outras agências próximas, "sem prejuízo da continuidade e da oferta de serviços e produtos".

Ainda segundo a nota,  a maioria das 161 unidades a serem desativadas no país está ocupando imóveis alugados e está "sombreada" por outras.

"A iniciativa visa, dentre outros objetivos, assegurar maior produtividade e garantir unidades rentáveis, sem comprometer, no entanto, a universalização dos serviços postais", complementa a nota.

Os empregados dessas agências serão transferidos para outras agências ou poderão optar pelo reenquadramento de atividade.

Atualmente, os Correios possuem cerca de 11 mil pontos de atendimento em todo o país, sendo a única empresa pública presente em mais de 5.500 municípios brasileiros.

Unidades de Teresina

A Assessoria de Comunicação dos Correios do Piauí explicou que essas unidades que serão fechadas em Teresina são deficitárias e seu público será absorvido por agências localizadas a menos de 1 quilômetro de distância, que são lucrativas.

Serão fechadas as seguintes agências:

- Do Shopping da Cidade, na Avenida Marechal Deodoro da Fonseca. O público poderá se dirigir à Agência Central, localizada perto do Karnak.

- Do Teresina Shopping. O público será absorvido pelos Correios do Riverside.

- Filatélica, voltada para os colecionadores de selos, localizada dentro da Agência Central. Mas a Agência Central continuará funcionando regularmente. 

Os colecionadores de selo terão um guichê específico para eles dentro da Agência Central. 

A Assessoria confirmou que os funcionários serão realocados ou podem pedir adesão ao PDV (Programa de Desligamento Voluntário), anunciado este mês, cujas inscrições vão até 12 de junho. Os Correios esperam a adesão de 7,3 mil empregados.