Cidadeverde.com

Bolsonaro deve vetar a volta da bagagem gratuita

Foto: Isac Nóbrega / PR

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem (30), durante sua transmissão semanal ao vivo no Facebook, que a sua tendência é vetar a gratuidade no despacho de bagagens aéreas em voos operados dentro do país. 

A volta da franquia de bagagem foi aprovada na semana passada pelo Congresso Nacional, na análise da Medida Provisória (MP) 863/2018, que permite 100% de participação de capital estrangeiro em empresas aéreas que atuam no Brasil. 

O texto agora precisa ser sancionado pelo presidente da República para entrar em vigor. O prazo para a sanção vai até o dia 17 de junho. "A minha tendência é vetar esse dispositivo", disse o presidente. Durante a declaração, ele disse também querer ouvir a opinião de seus seguidores sobre o assunto, mas que a decisão estaria praticamente tomada.  

"Daí eles falam que quando lá atrás passou a cobrar, não diminuiu [o preços das passagens]. Mas, naquela época, por coincidência, aumentou o preço do petróleo lá fora, o dólar variou também de preço. E, não adianta, no final das contas, você vai pagar a conta. No momento, eu digo para vocês, estou convencido, [mas] posso mudar, a vetar o dispositivo".