Cidadeverde.com

Inspeção recupera R$ 18 milhões de FGTS não recolhido no Piauí

Foto: Arquivo / Agência Brasil

A Subsecretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) do Ministério da Economia recuperou, nos quatro primeiros meses de 2019, R$ 2 bilhões para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). No Piauí foram recuperados R$ 18.013.607,49.

Os valores recolhidos entre janeiro e abril decorrem principalmente de ações de fiscalização realizadas pelos auditores-fiscais do Trabalho em empresas que deixaram de depositar os valores devidos nas contas vinculadas dos seus empregados. 

O resultado geral é 35,81% superior ao alcançado no mesmo período de 2018, quando o valor recuperado foi de R$ 1,51 bilhões.

Trabalhador deve acompanhar depósitos

Os trabalhadores devem acompanhar se o empregador está realizando os depósitos do FGTS. Isso é possível por meio do site da Caixa. Eles também podem se cadastrar para receber as informações de depósito por meio de SMS (no celular). 

Caso verifique a falta de depósitos, o empregado pode fazer denúncia nas unidades da Secretaria de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia e/ou ingressar com ação na Justiça do Trabalho.