Cidadeverde.com

No PI, presidente do BNB nega fusão com BNDES e anuncia contratação

Foto: reprodução Youtube / TV Assembleia

O presidente do Banco do Nordeste do Brasil, Romildo Rolim, está no Piauí para o encerramento de um curso de capacitação voltado para a elaboração de projetos rurais. Na ocasião, ele declarou que não existe proposta formal do governo para a fusão entre o BNB e o BNDES e afirmou que convocará os primeiros aprovados do concurso realizado em 2018.

Rolim explicou, entretanto, que o número de convocados dependerá do resultado do programa de incentivo ao desligamento. "Temos um concurso vigente, foram 600 aprovados. Estamos encerrando esse programa de incentivo ao desligamento e 300 pessoas estão saindo. Nós temos permissão da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais para contratar 25% do total de pessoas que estão saindo", disse o gestor. O percentual equivale a 75 aprovados.

Sobre a possibilidade de fusão entre o BNB e o BNDES, Rolim acrescentou que existe apoio político suficiente para evitar essa questão.

"Não existe nenhuma proposta formal do governo para fazer essa fusão. A eficiência da instituição [BNB] constitui a necessidade de continuidade de perpetuar esse trabalho. Tem apoio político, apoio necessário, apoio de demandas das empresas, demanda de crédito. Os programas de microcrédito têm crescido cada vez mais, dando sustentabilidade às pessoas", completou.

Foto: Graciele Souza / Ascom / BNB

Investimentos

Rolim informou que no ano passado, o BNB liberou R$ 3,6 bilhões em crédito no Piauí. Segundo o presidente, nesse ano deve haver no mínimo o mesmo volume de investimento.

"Vamos fazer o possível para ser mais que isso. Atuamos em todos os setores, agronegócio, comércio, serviços, infraestrutura... Esse ano, esperamos um trabalho mais célere com esse treinamento, especialmente no que diz respeito ao atendimento do pequeno produtor rural", finalizou.