Cidadeverde.com

Em Teresina, 53% dos turistas vieram motivados por negócios, revela pesquisa

Foto: Raoni Barbosa / arquivo Revista Cidade Verde

Mais da metade (53,4%) dos turistas que visitam Teresina vem motivada pelos negócios. A informação é da pesquisa "Teresina: Indicadores Turísticos", realizada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdec), nos meses de janeiro a maio de 2019. 

Os outros motivos que atraem pessoas de fora para a capital piauiense são: 
- visitar amigos e parentes (27,1%); 
- participar de eventos e estudos (7,7%); 
- motivos de saúde (2,6%).

O turismo movimentou R$ 114,6 milhões em Teresina, nos cinco primeiros meses de 2019. A pesquisa constatou outros aspectos que reforçam essa característica de "viagem a negócios":

- 60% dos turistas que chegam vieram sozinhos. Apenas 22,7% vêm com a família e 11,3% com amigos.

- 60,6% são do sexo masculino. 

- O maior percentual de turistas tem entre 36 e 50 anos. Outros 27,1% têm entre 26 e 35 anos e 20,9% têm entre 51 e 65 anos.

- A maioria (56,2%) estão no setor privado e menos de 20% trabalham no setor público. 

- Como vêm a negócios, 57,2% utilizam hotéis, flats ou apart-hotel. Só 37,4% ficam na casa de conhecidos. 

A chegada de turistas em Teresina registrou alta de 55,6% nos primeiros cinco meses de 2019, quando comparado a 2018. 

Para continuar nesse ritmo, a prefeitura estuda ações para atrair mais pessoas à capital piauiense. "Estamos trazendo agentes de viagens para conhecer a cidade, nós somos um polo de educação, de saúde e de negócios, de vendas, de comércio. Queremos que esses agentes vendam melhor a cidade. Também estamos participando mais das feiras nacionais", destaca o secretário do Desenvolvimento e Turismo, Venâncio Cardoso. 

Outra ação que o gestor considera importante é elaborar atividades para os fins de semana, para que os turistas que vêm a negócio possam ficar mais tempo na cidade. A média hoje é de 7 dias e meio. 

"Vamos lançar, até o final do ano, um calendário definitivo de 12 eventos para 2020. Teremos pelo menos um evento expressivo em cada mês, como por exemplo: meia-maratonas, carnaval, corso e feiras", completou o secretário Venâncio Cardoso.

Renda

O gasto médio diário em Teresina é de R$ 201,05 por turista. A receita gerada na cidade nos cinco primeiros meses do ano foi de R$ 114,6 milhões, o que representa 38,9% de alta em relação ao ano passado, quando registrou R$ 82,5 milhões.

Mas essa média de gastos de quem vem é menor do que a média de gastos de quem sai de Teresina para outras localidades. A duração das viagens também é maior.

O gasto médio do teresinense lá fora é R$ 280,97 por dia. A viagem dura cerca de 7,7 dias e o gasto com hospedagem é de cerca de R$ 1.925,76. Aqui se gasta só 30% desse valor com hospedagem.

Teresinenses que viajam

Em maio de 2019 desembarcaram em Teresina 44.098 passageiros. Destes, 27,3% eram residentes da capital e 6,8% eram do interior. Outros 65,8% eram turistas que estavam chegando.

Quase 87% dos teresinenses viajou para destinos nacionais, sendo os principais deles:

- São Paulo (28,3%)
- Ceará (20,7%)
- Brasília (12,3%)
- Maranhão (7,6%)
- Rio (6,9%)

Dentre os destinos internacionais, os teresinenses viajam mais para os Estados Unidos (42,9%). Depois desse país, os destinos mais usados são: Argentina, México, Espanha, França, Itália, Portugal e Suíça, que juntos somam 38,2%.

"O teresinense viaja mais para lazer. O perfil de quem sai é bem diferente do perfil de quem vem. É por isso que o gasto do teresinense quando viaja é maior, porque quem vem, vem a negócios, passa pouco tempo", avalia Venâncio. 

Para o coordenador especial de Turismo, Eneas Barros, os Estados Unidos são um destino imbatível. "O dólar também é mais barato que o euro", observa.

Perfil dos teresinenses que viajam:

- 60% são mulheres;
- 39,3% são do setor privado e 30,5% do público;
- 41,2% têm entre 36 e 50 anos e 36,5% têm entre 26 e 35 anos;
- 48,7% dos teresinenses viajam sozinhos; 42,5% viajam com a família e 8,8% com amigos;
- 70,7% ficam em hotéis, flats ou apart-hotéis e 23% na casa de conhecidos
- 55,4% dos teresinenses viajam motivados a visitar parente e amigos e para curtir das férias; 30,2% viajam a negócios; 12% para estudo e 1,3% por motivo de saúde.

Despesas

Entre maio de 2018 e maio de 2019, as despesas dos teresinenses lá foram aumentaram em 37,2%, subindo de R$ 14,3 milhões para R$ 26 milhões.

A previsão é que, até o final do ano, os teresinenses gastem lá fora o montante de R$ 339,8 milhões. 

Apesar dos altos valores, o comparativo entre receita e despesa turística apresenta superávit. Em 2019, a receita deve superar as despesas em quase R$ 132 milhões.