Cidadeverde.com

Governo anuncia liberação de 35% das contas ativas do FGTS

Foto: Marcelo Camargo / Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou que o governo anunciará, nos próximos dias, as regras para a liberação do dinheiro das contas ativas do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Segundo o ministro, até 35% do valor depositado pelo empregador atual poderá ser retirado das contas. 

O percentual dependerá da renda do trabalhador. O ministro explicou que os recursos do FGTS poderão ser sacados no mês de aniversário dos que tiverem o benefício disponível. 

Atualmente, o dinheiro das contas ativas tem uso limitado, sendo o principal destino o financiamento da casa própria. A expectativa é que a medida libere R$ 42 bilhões para os trabalhadores. Além disso, devem ser liberados outros R$ 21 bilhões dos recursos do Pis/Pasep. 

Nesta quarta-feira (17), o próprio presidente Jair Bolsonaro confirmou o anúncio da liberação do FGTS e do PIS/Pasep, ainda para esta semana. Ele frisou que isso representará "uma pequena injeção na economia" e ressaltou que a atividade já começa a dar sinais de recuperação, "pelos sinais positivos (no geral) e em especial também pelos sinais que estão vindo do Parlamento".

Discussão antiga

O plano de liberar recursos das contas ativas do FGTS vem sendo discutido há meses pelo governo, que busca medidas de estímulo à economia do país.

O recurso ao dinheiro do FGTS para tentar estimular o consumo foi usado durante o governo de Michel Temer (MDB). À época, trabalhadores puderam sacar recursos das contas inativas do FGTS, aquelas de empregos anteriores, dos quais pediram demissão e ficou com o dinheiro retido. Foram liberados R$ 44 bilhões em 2017 com essa medida.